Plenary Speakers

Person 1

Prof. Christian Jutten

Université Grenoble-Alpes

Person 1

Prof. Katia Obraczka

University of California, Santa Cruz
Jack Baskin School of Engineering

Person 1

Dr. Mohsen Kavehrad

Penn State University - EE Dept.

Christian Jutten

Université Grenoble-Alpes
christian.jutten@gipsa-lab.grenoble-inp.fr
Grenoble Images Parole Signal Automatique laboratoire

Effects of model mismatches in multimodal estimations

Abstract: Due to technology advances, multimodal recordings are currently very common, e.g. EEG/MEG/MRI for brain imaging, or hyperspectral and LIDAR recordings for remote sensing. It is usually believed that such multimodal recordings lead to enhanced information and better estimation. However, what does it happen when the relationships between the modalities are not perfectly known? For answering this issue, we will consider a very simple and comprehensible example involving two modalities, each one associated to a Gaussian noisy information channel. We will analytically derive and discuss the - sometimes surprising - effects of the input prior mismatch and of the noise mismatch on mutual information and excess mean square error.

Christian Jutten (IEEE AM’ 92-M’ 03-SM’ 06-F’ 08) received Ph.D. and Doctor es Sciences degrees in signal processing from Grenoble Institute of Technology (GIT), France, in 1981 and 1987, respectively. From 1982, he was an Associate Professor at GIT, before being Full Professor at Université Grenoble-Alpes, in 1989. For 35 years, his research interests have been machine learning and source separation, including theory (separability, source separation in nonlinear mixtures, sparsity, multimodality) and applications (brain and hyperspectral imaging, chemical sensor array, speech). He is author or coauthor of more than 90 papers in international journals, 4 books, 25 keynote plenary talks and about 200 communications in international conferences.

He has been visiting professor at Swiss Federal Polytechnic Institute (Lausanne, Switzerland, 1989), at Riken labs (Japan, 1996) and at Campinas University (Brazil, 2010). He was director or deputy director of his lab from 1993 to 2010, especially head of the signal processing department (120 people) and deputy director of GIPSA-lab (300 people) from 2007 to 2010. He was a scientific advisor for signal and images processing at the French Ministry of Research (1996–1998) and for the French National Research Center (2003–2006). From May 2012 to September 2014, he was deputy director at the Institute for Information Sciences (INS2I) at French National Center of Research (CNRS) in charge of signal and image processing.

Christian Jutten was organizer or program chair of many international conferences, especially of the 1st International Conference on Blind Signal Separation and Independent Component Analysis in 1999. He has been a member of a few IEEE Technical Committees, and currently in “ SP Theory and Methods” of the IEEE Signal Processing society. He received best paper awards of EURASIP (1992) and of IEEE GRSS (2012), and Medal Blondel (1997) from the French Electrical Engineering society for his contributions in source separation and independent component analysis. He is IEEE fellow (2008) and EURASIP fellow (2013). He is a Senior Member of the Institut Universitaire de France since 2008, with renewal in 2013 for 5 years. He is the recipient of a 2012 ERC Advanced Grant for a project on challenges in extraction and separation of sources (CHESS).

Katia Obraczka

University of California, Santa Cruz - Jack Baskin School of Engineering
katia@soe.ucsc.edu

Towards the Internets of the Future

Abstract: The Internet has revolutionized the way we work, play, learn, shop, move, etc. Still, the Internet revolution is likely to continue, especially given wireless communication technology advances (e.g., 5G, D2D, etc), as well as the availability of smaller devices with increasing computation and storage capabilities. This talk will examine some of the main challenges posed by future internets and will describe some research projects motivated by these challenges that are being conducted at the University of California Santa Cruz's Internetworking Research Group (i-NRG).

Katia Obraczka is Professor of Computer Engineering at University of California, Santa Cruz (UCSC). Before joining UCSC, she was a research Scientist at University of South California's (USC) Information Sciences Institute (ISI) and had a joint appointment at USC's Computer Science Department.

Prof. Obraczka's research interests span the areas of computer networks, distributed systems, and Internet information systems. Her lab, the Internetwork Research Group (i-NRG) at UCSC, conducts research on designing and developing protocol architectures motivated by the internets of the future. She has been a PI and a co-PI in a number of projects sponsored by government agencies (e.g., NSF, DARPA, NASA, ARO, DoE, AFOSR) as well as industry (e.g., Cisco, Google, Nokia). She is a Fellow of the IEEE.

Mohsen Kavehrad

Penn State University - EE Dept.
mkavehrad@psu.edu
Center for Information & Comm. Technology Research (CICTR)

Optical Wireless: Theory and Applications

Abstract: Demands by the communications industry for greater and greater bandwidth push the capability of the conventional wireless technology. Optical systems and networks offer a far greater bandwidth. This means that new devices and systems have to be developed. Semiconductor Light Emitting Diode (LED) is considered to be the future primary lighting source for buildings, automobiles spacecraft and aircrafts. LED provides higher efficiency compared to incandescent and fluorescent light sources and it will play a major role in the global reduction of carbon dioxide emissions, as a consequence of the significant energy savings. Lasers are also under investigation for similar applications. These core devices have the potential to revolutionize how we use light, including not only for illumination, but also for communications, sensing, navigation, positioning, surveillance, and imaging. This presentation covers the evolutionary path of the field.

Dr. Mohsen Kavehrad, received his Ph D. degree in Electrical Engineering from the Polytechnic Institute of New York University in 1977. Dr. Kavehrad is the W. L. Weiss Chair Professor of Electrical Engineering at The Pennsylvania State University and serves PSU as Director of the Center for Information and Communications Technology Research (CICTR), and the NSF- sponsored Center on Optical Wireless Applications (GOWA). After a long history of IEEE responsibilities, Dr. Kavehrad continues as an IEEE Fellow and Distinguished Lecturer. He is also currently on the Editorial Board of the International Journal of Wireless Information Networks, supports international conferences and workshops and continues to provide consulting services as time permits. Dr Kavehrad is an international leader in networked systems using broadband wireline, wireless and optical communications, having experience in their application to satellites, fixed, portable and mobile radios, atmospheric laser communications and fiber optic networks. Mohsen’s experiences include work at Fairchild Industries, GTE, Bell Labs, AT&T Shannon Research Labs., Tele-Beam, University of Ottawa, Telecommunications Research Institute of Ontario, Ottawa- Carleton Communications Center for Research, NORTEL-Ottawa, and NTT Laboratories-Japan. Dr. Kavehrad’s latest book, "Short Range Optical Wireless: Theory and Applications", was just released, Nov. 16, 2015.

To acces the full CV of Dr. Kavehrad, click here.

Sessão Especial I: Inovação em Telecomunicações e Processamento de Sinais

Person 1

Tania Regina Tronco

USP-São Carlos

Person 1

Helio Waldman

UFABC e UNICAMP

Person 1

Ricardo de Queiroz

UnB

Person 1

Vinícius Garcia de Oliveira

CPqD

As inovações tecnológicas têm sido responsáveis por profundas transformações no setor de telecomunicações e de processamento de sinais, tais como as redes ópticas, as redes móveis, a computação em nuvem, a Internet, dentre outras. Nesta sessão serão discutidas as inovações mais recentes do setor de telecomunicações, processamento de sinais e Internet das Coisas no Brasil.

Tania Regina Troncopossui graduação em engenharia elétrica pela Escola de Engenharia de São Carlos Campus USP (1985), mestrado em engenharia elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (1992) e doutorado na Escola de Engenharia de São Carlos, campus USP (2015). No período de 1986 a 2016 foi pesquisadora de telecomunicações na Fundação CPqD na área de telecomunicações e inovação em telecomunicações. Atualmente é professora no departamento de engenharia elétrica da Escola de Engenharia de São Carlos.

Helio Waldman graduou-se Engenheiro de Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1966. Após breve passagem pela Comissão Nacional de Atividades Espaciais (CNAE), instituição precursora do INPE, foi fazer sua pós-graduação na Universidade de Stanford, na Califórnia, USA, onde obteve os títulos de Master of Science (M.Sc.) em 1968 e Ph.D. em 1971. Em 1972 e 1973 permaneceu na Coordenação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia (COPPE) da UFRJ, onde foi Professor Associado. Em 1974 ingressou na carreira docente da Unicamp, onde chegou a Professor Titular em 1980, tendo sido Diretor da Faculdade de Engenharia de Campinas de 1982 a 1986 e o primeiro Pró-Reitor de Pesquisa de 1986 a 1990. Coordenou projetos de pesquisa nas áreas de Comunicações Digitais, Comunicações Óticas e Redes Fotônicas com o apoio de agências de fomento federais e estaduais, bem como de empresas estatais e privadas. Orientou 11 Teses de Doutorado e 35 Teses de Mestrado. É autor ou co-autor de três livros sobre Telecomunicações e tópicos associados, dirigidos tanto para o público acadêmico como para o profissional e o leigo. Publicou dois capítulos de livros especializados, 41 artigos em periódicos científicos, e 113 artigos completos em anais de congressos. Recebeu da Unicamp o Prêmio "Zeferino Vaz" de Reconhecimento Acadêmico em 1996. Foi Presidente da Sociedade Brasileira de Telecomunicações (SBrT), da qual é Sócio Emérito. É "Life Senior Member" do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers). Em 2004, foi autor do melhor artigo publicado e apresentado no Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores, da Sociedade Brasileira de Computação. Em 2005, juntou-se à Comissão de Implantação da Universidade Federal do ABC. Integrou a equipe dirigente da Universidade desde o início da sua implantação, inicialmente como Pró-Reitor de Pesquisa até fevereiro de 2009, como Pró-Reitor de Graduação até 2010, e como Reitor até 2014, quando foi aposentado compulsoriamente por idade. Recebeu a comenda da Ordem Nacional do Mérito Científico na classe de Comendador (2009) na área das Ciências da Engenharia, e é Professor Emérito da UFABC.

Ricardo de Queiroz obteve seu Ph.D. na University of Texas at Arlington in 1994. Ele foi pesquisador da Xerox Corp. no Webster Research Center, em Nova Iorque, de 1994 até 2002. Ele também foi Professor Adjunto do Instituto de Tecnologia de Rochester. Ele se juntou ao Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade de Brasília em 2003 e em 2010 se tornou Professor Titular no Departamento de Ciência da Computação da mesma Universidade.
Prof. Queiroz publicou extensivamente em revistas internacionais e em anais de conferências internacionais de renome em processamento de imagens e sinais. Ele tem 46 patentes no EUA e várias delas em efeito em várias outras regiões do mundo. De acordo com Google Scholar, seu trabalho foi citado mais de 4400 vezes com um h-index de 34.
Ele foi um membro eleito dos comitês técnicos Multimedia Signal Processing (MMSP) e Image, Video and Multidimensional Signal Processing (IVMSP) da Signal Processing Society do IEEE. Ele é um Editor Senior da IEEE Transactions on Image Processing e já foi editor da EURASIP Journal on Image and Video Processing, IEEE Signal Processing Letters, IEEE Transactions on Image Processing, and IEEE Transactions on Circuits and Systems for Video Technology. Ele foi também eleito IEEE Signal Processing Society Distinguished Lecturer para o período de 2011-2012. Ele foi General Chair do ISCAS'2011, MMSP'2009 e do SBrT de 2012, sendo parte do comitê organizador de vários ICIPs. Prof. Queiroz é um Fellow do IEEE.

Vinícius Garcia de Oliveira é engenheiro no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (CPqD). Ao longo de 12 anos de atuação coordenou diversos projetos de P&D na área de redes de telecomunicações, incluindo o desenvolvimento de switches ethernet, protocolos avançados, plano de controle e roteadores ópticos. Também atuou como gerente de produto para a linha de soluções de gerencia de redes do CPqD atendendo operadoras Tier-1 no Brasil e na América Latina, e clientes dos setores Financeiro, Utilities e Defesa.
Desde 2015 tem se dedicado a participar e palestrar em eventos que debatam a temática Internet das Coisas no Brasil, o que inclui a atuação na câmara IoT criada pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Também tem ajudado empresas e entidades nacionais a se planejarem para a evolução tecnológica em IoT. Atualmente é o líder de tecnologia do estudo nacional de IoT coordenado pelo BNDES.

Sessão Especial II: Educação em Telecomunicações e Processamento de Sinais

Person 1

Marco Antonio Garcia de Carvalho

UNICAMP

Person 1

Getúlio Antero de Deus Júnior

Universidade Federal de Goiás

Person 1

Renato da Rocha Lopes

UNICAMP

Discutir ensino e aprendizagem é papel de professor! Mas quem não se interessa? A indústria ou o mercado, essa entidade, precisa de bons profissionais, e a sociedade, de bons engenheiros e cidadãos.
Os desafios educacionais em nossa área de Telecom e PDS são vastos, em natureza e variedade, e são atualmente abordados nas questões relacionadas à denominação STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics). Venha discutir e compartilhar conosco metodologias e experiências de ensino.

Marco Antonio Garcia de Carvalho possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte — UFRN (1994), mestrado em Engenharia Elétrica e Computação pela Universidade Estadual de Campinas (1997) e doutorado em Engenharia Elétrica e Computação pela Universidade Estadual de Campinas (2004), com Estágio Sanduíche na École Supérieure d´Ingénieurs en Électrotechnique et Électronique — ESIEE, em 2001-2002 (França). Foi professor visitante na Universidade de São Paulo — USP em 2008 e atuou como docente na Universidade de Coimbra (Portugal) no âmbito do Programa Erasmus em 2009. Em 2012 participou do curso "Strategies Innovation in Engineering Education in Brazil", na Universidade de Harvard - Estados Unidos. Desde 2006 é avaliador ad-hoc de cursos de graduação pelo INEP/MEC, tendo atuado também como elaborador de itens para o ENADE de 2011 e 2014.
É professor nos cursos de Sistemas de Informação e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Faculdade de Tecnologia — FT da UNICAMP desde 2003. Foi Coordenador de Graduação no período de 2006 a 2010 e diretor associado da FT no período 2011-2014. Atuou em diversos grupos de trabalho e comissões na UNICAMP, relacionadas ao ensino de graduação, além do Conselho Universitário da UNICAMP (CONSU) e Câmara de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE). Atualmente é coordenador do Grupo Gestor de Tecnologias Educacionais da UNICAMP, responsável por propiciar, apoiar, articular e promover ações institucionais na graduação e pós-graduação relacionadas ao desenvolvimento de tecnologias educacionais e educação a distância.

Getúlio Antero de Deus Júnior é Engenheiro Eletricista e Professor de Engenharia Elétrica e Engenharia de Computação na Escola de Engenharia Elétrica, Mecânica e de Computação (EMC) da Universidade Federal de Goiás (UFG), Campus Regional Goiânia, Estado de Goiás. Antes de se tornar professor efetivo da UFG em 2002, foi professor em 1998 na Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás) e na Universidade Federal de Goiás (UFG), além de professor visitante na Universidade Politécnica de Valência (Espanha) em 1999. Os interesses de pesquisa do Prof. Getúlio Júnior abrangem as áreas de Artes, Comunicações Móveis, Design Thinking, Educação em Engenharia, Energia Solar, Propriedade Industrial, Propriedade Intelectual, Redes Neurais Artificiais Televisão Digital, Telecomunicações e Teoria de Informação. Participa como professor do Programa de Cooperação Franco-Brasileira para a Formação de Engenheiros (BRAFITEC). É também Apresentador do Interprograma História das Invenções da TV UFG, Coordenador de Comunicação do Museu Viver Engenharia da EMC/UFG. Além de Professor e Engenheiro Eletricista, Getúlio Júnior é Artista auto-didata. Sua obra permeia as mais diferentes áreas, com destaque para: Artes Cênicas, Fotografia, Artes Gráficas, Design Industrial, Filmes Didáticos e Ambientais, Museologia e Programas de TV.

Renato da Rocha Lopes concluiu a graduação e o mestrado em Engenharia Elétrica na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Possui mestrado em Matemática e Doutorado em Engenharia Elétrica pelo Instituto de Tecnologia da Georgia (GeorgiaTech). Desde 2006, é docente da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) da UNICAMP, onde atualmente ocupa o cargo de professor associado. Seu interesse em pesquisa se concentra em processamento de sinais, especialmente em suas aplicações a problemas de telecomunicações e processamento de sinais sísmicos, áreas nas quais desenvolve parcerias com a indústria. Em 2011, foi membro fundador do EAE (Ensino e Aprendizado em Engenharia), um fórum formado na FEEC para discussão de estratégias de ensino. Participou do Workshop de Estratégias de Ensino de Engenharia organizado pelo LASPAU - Harvard em 2012 nos EUA. Desde 2015, atua como coordenador de graduação de Engenharia Elétrica na UNICAMP.

MIMO e Beamforming no contexto do 5G

Bruno Duarte

Resumo: MIMO engloba um conjunto de técnicas que melhoram a qualidade da conexão entre um transmissor e um receptor ao tomar vantagem da propagação multicaminho, isto é, envia-se mais do que um sinal de dados no mesmo link de rádio. Massive MIMO no 5G estende este conceito por meio de um array de antena com muitos elementos. As soluções flexíveis da Keysight permitem capturar múltiplos sinais, visualizar ângulo de abertura e realizar medidas de parâmetros RF, bem como simular estas novas formas de propagação.

Bruno Duarte, é atualmente engenheiro de aplicações na Keysight Technologies. Graduado em Engenharia Elétrica com ênfase em Telecomunicações pela Poli-USP e Mestrando em Processamento Digital de Sinais pela Poli-USP, possui passagem por empresas como Rede Globo, Agilent Technologies e Telefonica Global Solutions. Na Keysight, é responsável pelos instrumentos de RF e microondas como analisadores de espectro, geradores de sinais, analisadores de impedância, analisadores de rede, dentre outros.